• Aninha

História e diversão, na praia da Armação!

Atualizado: Out 13




Oi amiguinhos!


Vocês se lembram da minha aventura com as baleias francas no Morro das Pedras? Então, é a respeito destes animais marinhos gigantes e mansinhos que eu quero escrever. Na verdade, quero te contar algo que eu aprendi e que tem tudo a ver com as baleias. (Fonte da foto acima: https://br.pinterest.com/brunoturcatto/florian%C3%B3polis-sc/)


Fonte: http://www.gazetadomeioambiente.com.br/site/index.php/102-noticias/357-ong-monitora-reproducao-de-baleia-franca-em-sc



Há alguns meses fomos passear na praia da Armação e lá, eu encontrei um pescador que estava na beira da praia vendo o mar. Eu fiquei curiosa, pois ele já estava lá há algum tempo. Então, decidi ir ao encontro dele para perguntar:


- O que você está olhando?


Ali, parada ao lado dele, ouvi com atenção a pergunta que fez para mim:


- Você sabe por qual razão as pessoas chamam este lugar de praia da Armação? E aquela praia ali ao lado de Matadeiro?


Eu realmente não sabia e nunca havia pensando a respeito disso. E quando ele explicou o motivo, eu não acreditei! Ele me contou uma história que o seu avô contou para o seu pai, e que o seu pai contou para ele. Fiquei tão surpresa que achei que vocês também iriam gostar de saber.


Preparados para mais uma aventura com história e diversão? Então vamos lá!


As praias da Armação e do Matadeiro são lindas! Um lugar para curtir a natureza: o mar é limpinho, existem trilhas legais, barquinhos coloridos e piscinas naturais. E foi por isso que eu me espantei quando o pescador me falou que as praias tem estes nomes por causa de uma história antiga, que aconteceu de verdade.


Antigamente, muitas baleias francas eram capturadas nessas praias e isto acontecia da seguinte maneira: os pescadores atraíam a baleia-mãe e prendiam o seu filhote junto ao barco, que naquela época era chamado de baleeira. Para proteger o seu bebê, a baleia-mãe chegava bem pertinho do barco e acabava sendo atingida por um arpão. Depois, as pessoas usavam o óleo do corpo da baleia para iluminar as ruas da ilha com lampiões, enquanto outras partes do corpo serviam como alimento. E isto foi feito por muito tempo em várias praias brasileiras, o que fez com que as baleias quase fossem extintas.

Fonte: https://wilmarx.blogspot.com/search?updated-max=2014-11-11T16:24:00-02:00&max-results=8&start=24&by-date=false



- Extintas? O que isto quer dizer? – perguntei ao pescador depois de ouvir tudinho com muita atenção.


Com paciência, ele me respondeu:

- Dizemos que uma espécie de animal ou vegetal está extinta quando ela desaparece completamente da natureza.


Nossa! Extinção é uma palavra muito triste, e esta atitude dos pescadores com as baleias também. Ainda bem que isto não acontece mais e que agora muita gente se preocupa em cuidar dos animais marinhos. Aliás, será que é por isso que quando eu visito a praia da Armação sinto uma vontade enorme de crescer para ajudar a cuidar deste lugar incrível? Será que eu já conhecia esta história e não lembro? Será que as baleias francas querem me dizer alguma coisa? São tantas perguntas...


Bom, por enquanto eu só sei que adoro este lugar. Ah!! Eu não posso deixar de te contar do meu lugar preferido da Armação: a ilha das Campanhas. É um pedacinho de terra que divide a praia da Armação da praia do Matadeiro, e que se chega a pé atravessando uma passarela.

Fonte: https://pousadasdefloripa.com.br/praias-e-pousadas/sul-da-ilha/praia-da-armacao/



E o melhor de tudo é que ela tem um gramado gostoso e até um balanço para a gente se divertir. De lá, conseguimos observar as duas praias (Armação e Matadeiro), e as rochas que existem ao redor da ilha formam algumas piscinas naturais.

Fonte: https://www.facebook.com/vibehousehostel/photos/a.688818521268814/1322500081233985/?type=3





E tem mais: você pode tomar banho neste lugar, enquanto observa os peixinhos do rio Sangradouro. Sim! É isso mesmo! Entre as duas praias tem um rio com águas escuras que vem da lagoa do Peri e que recebeu este nome porque era ali que as baleias francas ficavam após serem caçadas. Se você quiser conhecer Matadeiro, deve atravessá-lo para chegar até uma pequena trilha que dá acesso a praia. De lá, você ainda pode fazer outra trilha mais longa, até a praia da Lagoinha do Leste.





Também é na ilha da Campanha que fica o píer de onde saem as embarcações para a ilha do Campeche, mas esta é outra aventura que eu vou te contar logo, logo. Fonte: https://br.pinterest.com/pin/544583779919775750/



Ah! Tem mais uma coisa interessante para eu te contar, e isto quem me explicou foi a minha mãe: não faz muito tempo a prefeitura construiu um calçadão na orla da praia da Armação, um espaço perfeito para andar de patinete, de bicicleta e apreciar os barquinhos no mar. Na verdade, meu pai me explicou que ele é um grande muro que foi construído para proteger as casas durante as grandes ressacadas, que é quando o mar fica mais agitado e as ondas ficam maiores.


Fonte: https://www.pousadadapraia.net/a-praia-da-armacao/


Ali perto, no centrinho da praia da Armação, tem uma igrejinha. Eu me lembrei que uma vez a minha mãe me levou para conhecê-la. Ela se chama igreja de Sant’Anna e, como é muito antiga, já foi reformada algumas vezes.


Mas o que eu nunca esqueci é da história que mamãe me contou a respeito dela: que os tripulantes das baleeiras (embarcações usadas para caçar as baleias) iam até a igreja para assistirem missas antes da pesca começar e que, depois, o padre ia até a praia para benzer os barcos deles. Lembro que depois que mamãe me disse tudo isso, eu não parava de perguntar, afinal, eram tantas palavras esquisitas que eu nunca tinha ouvido falar... baleeira, missa, benzer. Foram tantas perguntas que até eu fiquei cansada de ouvir as respostas para cada uma delas.

Fonte: https://mapio.net/pic/p-2681867/



Ufa! Acho que eu te falei tudo o que queria. Você imaginava que em um único lugar poderiam haver tantas histórias para contar e dicas para se divertir? Por isso é que quando eu descobri o porquê dos nomes destas praias e me lembrei de tudo isso que te contei, na hora eu pensei:

Que armação que nada! Para mim, esta praia poderia se chamar "praia das histórias de pescador" ou, então, "praia da diversão"!


E é por isso que eu decidi desenhar a minha visão dela para você colorir. Aproveite!


Este desenho faz parte de uma série de outros, criados para você colorir e aprender a respeito de lugares incríveis na Ilha da Magia. Quer saber mais? Acesse o link:

https://www.aninhapelobrasil.com.br/product-page/livro-de-colorir-aninha-floripa-f%C3%ADsico






Essa é uma pequena e antiga colônia de pescadores, localizada no sul da ilha de Florianópolis - Santa Catarina - e há cerca de 22 quilômetros do centro da cidade. Com intenso fluxo de turistas, atualmente a Praia da Armação é considerada um dos principais pontos de pesca artesanal da ilha. Em sua localização há a pequena igreja de Sant'Anna, construída em 1722 e cuja última reforma foi realizada de 1948 e modificou totalmente a fachada original. Dentre as atrações, estão o acesso até o píer do qual saem as embarcações para a ilha do Campeche, uma pequena trilha para a praia do Matadeiro e outra para a praia da Lagoinha do Leste. Além disso, o recente calçadão com deck construído a beira da praia. Mas o destaque fica para a magnífica paisagem das embarcações ancoradas na praia.


Tem algo para partilhar com a gente?

Escreva nos comentários.Será um prazer receber a sua mensagem.


Até a próxima aventura!

Um abraço carinhoso da Aninha.




15 visualizações
FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES
Logo Casa de Ana-29.png
Você também pode adquirir estes produtos na Casa de Ana

Endereço: Av. Pequeno Príncipe, 971. Campeche - Florianópolis/SC 

Telefone: (48) 3237-3406

Endereço: Rod. Baldicero Filomeno, 7661. Ribeirão da Ilha - Florianópolis/SC 

Telefone: (48) 3206-9667

© 2020 por Aninha pelo Brasil uma realização Casa de Ana

Logo Casa de Ana-02.png

CASA DE ANA LTDA - ME 

CNPJ: 09.328.551/0001-53

Av. Pequeno Príncipe, 971 - Campeche, Florianópolis/SC-Brasil

0
  • Facebook
  • Instagram