• Aninha

Uma luva que vira boneco, e que é um brinquedo?

Atualizado: Out 13

Olá pessoal!

Se tem uma coisa que eu gosto de brincar é de teatro de fantoches. E eu tenho uma caixa com alguns dos personagens que mais amo: Saci, Curupira, Caipora, bruxa, Maricota e até uma cobra.

Dia desses eu convidei o meu pai para brincar de fantoches, e é claro que ele topou. Na mesma hora papai já inventou de fazer um palco super legal com uma caixa de papelão.

Então, começamos a criar: cortamos, colamos, pintamos e enfeitamos a caixa. Ficou tão legal que passamos um bom tempo inventando histórias e brincando com os personagens. Demos tantas risadas que fiquei até com dor na barriga! Realmente foi uma tarde muito divertida.

Mas aquela encenação toda me deu uma fome danada, e resolvemos fazer uma pausa para lanchar. Meu pai aproveitou para me contar a história dos fantoches, como eles surgiram e a sua importância para as crianças e adultos.

Foi tão legal ouvir o que o meu pai me contou que pedi para ele escrever tudinho no computador para, mais tarde, poder compartilhar com vocês. E aqui está! Espero que gostem.

“Não se sabe ao certo quando o teatro de bonecos nasceu. Dizem que esta expressão artística acontece desde a pré-história e que a sua origem data do antigo povo do Oriente, em países como a China, Índia, Indonésia e outros. O povo egípcio também o utilizava, produzindo peças de teatro de sombras com bonecos e marionetes. O objetivo era promover a alegria, ao mesmo tempo em que as ideias e as histórias populares eram contadas. Nos tempos antigos, tanto os fantoches quanto as máscaras eram objetos considerados místicos, e pensava-se que eles tinham vida e carregavam sentimentos e desejos. Com o passar do tempo, os fantoches foram se adaptando às necessidades de cada época e de cada povo e, assim, assumindo formas e mecanismos diferentes para a sua manipulação.


Mas, você realmente sabe o que é um fantoche? Eu vou te explicar: é um boneco que ao ser movido com os dedos ou por meio do uso de fios, imita um personagem ou representa o papel de alguém numa peça de teatro.


Eles também são conhecidos como bonecos de luva pois, para movimentá-los, precisamos colocar a nossa mão por dentro do tecido que lembra o formato de uma luva e que representa o seu corpo. Depois, posicionamos o dedo indicador para mover a cabeça e a boca do boneco, enquanto os dedos polegar e mínimo movem os seus braços. E assim, damos vida ao boneco.


Aqui no Brasil os primeiros bonecos que se tem notícia são da época do "Brasil Colônia”, e quem os trouxe até nós foram os espanhóis e os portugueses. As apresentações mais antigas que se tem registro aconteceram no Rio de Janeiro no século XVIII, e isto está no livro “O Rio de Janeiro no Tempo dos Vice-Reis”, escrito por Luiz Edmundo.


E veja que curiosidade legal que eu vou te contar agora: dependendo da região brasileira, o boneco de luva é chamado de um jeito diferente. Tem cada nome engraçado... quer ver só?

- Em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro o boneco de luva se chama briguela ou João Minhoca;

- Na Bahia, Mané Gostoso;

- Em Pernambuco, ele é Mamulengo;

- E no Rio Grande do Norte e na Paraíba, ele se chama João Redondo.


Eu adorei saber disso, e você?

Bem, agora que você já conhece um pouco mais a respeito dos fantoches, que tal aproveitar o seu tempo para brincar com eles? Se você não tiver um personagem, não tem problema! Você pode confeccionar o seu ou, então, adquirir um.

Por aqui, eu e a Aninha sempre nos divertimos muito com este brinquedo super legal! Usamos a nossa imaginação para sermos o que quisermos ser, e sempre damos boas gargalhadas.

Desejamos que você tenha curtido este texto e que brinque muito com os seus familiares por aí.

Até a próxima aventura!


Um abraço carinhoso da Aninha pra você.




10 visualizações
FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES
Logo Casa de Ana-29.png
Você também pode adquirir estes produtos na Casa de Ana

Endereço: Av. Pequeno Príncipe, 971. Campeche - Florianópolis/SC 

Telefone: (48) 3237-3406

Endereço: Rod. Baldicero Filomeno, 7661. Ribeirão da Ilha - Florianópolis/SC 

Telefone: (48) 3206-9667

© 2020 por Aninha pelo Brasil uma realização Casa de Ana

Logo Casa de Ana-02.png

CASA DE ANA LTDA - ME 

CNPJ: 09.328.551/0001-53

Av. Pequeno Príncipe, 971 - Campeche, Florianópolis/SC-Brasil

0
  • Facebook
  • Instagram